Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Joanesburgo

A nova cidade instagramável

Kruger Park. Os anos passam, o mundo e a forma de fazer turismo mudam, a verdade é que o nome do mais icónico parque da África do Sul, com cerca de 20 mil km2, continua a fazer parte do imaginário da maioria dos viajantes. Porquê? Porque tem sabido preservar-se como aquilo que sempre foi, um dos grandes santuários de vida animal, capaz de evoluir e oferecer aos visitantes safaris e inúmeras opções de alojamento sem nunca perder a essência.

Cerca 40 mil búfalos, oito mil girafas, três mil hipopótamos, dois mil leopardos, 1600 leões, 150 chitas, 40 mil búfalos… está tudo aqui, tudo a apenas quatro horas de carro distância de Joanesburgo. E o que são quatro horas num país e num continente como estes?

Se Joanesburgo é a porta de entrada para este mundo, é igualmente importante não ignorar o mundo que é a maior cidade do país. Uma cidade que já passou por tanto e sobre a qual tanto (e tão mal) se escreveu, mas que nos últimos anos mostrou uma capacidade de transformação única.

A terra de Mandela (onde tem uma estátua gigante, com nove metros de altura, precisamente na Nelson Mandela Square) tem feito um trabalho incrível de reconversão de áreas outrora problemáticas, sendo Maboneng a bandeira maior. Se há cerca de dez anos quase ninguém ousava circular por este bairro, agora está recheado de restaurantes, cafés, bares e hotéis, galerias de arte e terraços cheios de charme. Daqueles sítios que fazem as delícias dos utilizadores do Instagram. Exagero? Nem por isso, de tal forma que já foi considerado por meios especializados como um dos sítios mais cool do mundo.

Não quer isto dizer que se passe uma esponja no passado, bem pelo contrário. O bem organizado Museu do Apartheid é um local de visita obrigatória. Tal como um tour organizado à mítica zona de Soweto, uma espécie de cidade dentro da cidade e local perfeito para perceber os contrastes, mas também a natureza e força deste povo.

Antes de fazer as malas:

Todo o ano, mas preferencialmente de Setembro a Abril.

Subtropical. A temperatura média anual ronda os 16°C. No Verão raramente chega aos 30°C.

Mais uma hora do que Portugal continental.

4.5 milhões de habitantes.

334,81 km².

Rand.

Há 11 línguas oficiais. Nos centros urbanos predomina o inglês e o afrikaans.

Cidadãos portugueses não necessitam de visto.

Vacina de febre amarela para passageiros provenientes de zona afectadas.

Ver para crer:

Visitar outros destinos

Patrocinado por:

Scroll to Top